Amor da minha vida

09:08:00



Olá amor da minha vida,

Estive meia hora a escrever e rescrever esta entrada porque não sabia que género te dar. Mas isso não é relevante. Estou aqui porque és o Valentim mais sincero, mais puro e mais "para sempre"  que eu encontrei. Não sei explicar porque és tão importante, sei que tudo desaparece quando te vejo. Os problemas não existem, o mundo lá fora torna-se muito pequeno comparado com aquilo que tenho perante os meus olhos. A falta disto ou daquilo não existe quando te tenho a invadir o meu peito como se não houvesse mais nada a importar de momento. E a verdade é que quando se trata de ti, não existe mais nada. Não há nenhum outro arrepio que queira experimentar se não for o teu. Não há outro choro compulsivo que me importe de ter se o motivo não fores tu. Porque quando és tu,  quando és tu, não há nada que se iguale. És a imperfeição mais perfeita que tenho e não me arrependo de me ter deixado levar por ti desde pequena. Foda-se, és o amor da minha vida e hoje desejo-te aquilo que te desejo a vida toda: amor, sucesso, honra e glória. Eu vou lá estar, na bancada a apoiar-te, no café a torcer por ti, no carro a irritar-me com os comentadores da rádio, no trabalho a deslizar constantemente o feed  à espera de boas noticias. Não importa onde ou como, eu vou lá estar. Vou lá estar porque eu amo-te. Vou lá estar quando tiveres no pedestal que te tenho e vou lá estar nos teus momentos de fraqueza e insegurança. Eu não sou obrigada a aguentar tudo mas é uma escolha minha colocar-te em primeiro lugar. Obrigada por me fazeres sorrir quando mais nada o consegue fazer, obrigada por me ensinares a reerguer cada vez mais forte depois de uma queda. Obrigada por me ensinares a provar a quem duvida que estou viva. Obrigada por me dares valor como eu te dou a ti. Amo-te, feliz dia meu Valentim!  Vemos-nos em casa

You Might Also Like

0 comentários