Supertaça

07:22:00


Este Sábado (05.08) realizou-se o jogo da Supertaça Cândido de Oliveira no Estádio Munincipal de Aveiro entre o Benfica e o Vitória de Guimarães. Tal como foi dito, deu-se o confronto entre os gloriosos e os guerreiros, não havia outra forma de começar a época de 2017/18. Pelo menos não havia uma mais perfeita. Sinceramente, eu enquanto benfiquista receei um pouco este jogo. Não só por ser o primeiro mas também por todas as coisas que tinham acontecido na pré época. Sim, é "só" a pré-época, é "só" a altura mais importante para delinear estratégicas, afincar jogadores, ganhar ritmo e preparar a época que se avizinha. Se isso é "só" então desculpem mas para mim é uma das alturas cruciais para o que se avizinha, e diga-se de passagem que acabamos a pré-época muito mal. Mas pronto, não é sobre a pré-época que vim falar. Eu queria ir ver o jogo como adepta, estar na bancada, gritar a plenos pulmões, fazê-los sentir que da bancada têm o que mais importa: apoio. Mas não deu, na espera que chegassem os bilhetes aos adeptos (por um afilhado meu não ser sócio), perdi a oportunidade de comprar porque esgotaram. Por isso voluntariei-me para ajudar na Supertaça. Confesso que não é a melhor maneira de começar uma ação de voluntariado, talvez devesse começar por uma instituição de caridade ou assim, mas pronto. A verdade é que fui de mochila às costas para Aveiro como voluntária, acabei vendo o jogo claro, mas não me pude manifestar porque todo o staff tem que ser imparcial. E é compreensível. Se soubessem o quanto isso custou. A verdade é que fui de Lisboa de propósito para isso. Era a única pessoa fora dos limites do distrito, até foi engraçado. Conheci pessoas incríveis e até com polícias e seguranças fiz amizades. O senhor Luís queria apresentar-me o filho, e o policia não me queria deixar vir embora de Aveiro. A sofia e a beatriz são tão apaixonadas quanto eu pelo Benfica, dá gozo quando podemos partilhar com alguém este nosso amor. 



Quanto ao jogo em si, a defesa esteve melhor do que eu estava à espera. O Bruno Varela tem que perceber que no Benfica a bola chuta-se para a frente para embalar o ataque e não se atira constantemente fora dando assim o lançamento lateral para a equipa adversária. Além disso também precisa de parar de se atirar agarrado à bola para o chão sem necessidade, é só tempo perdido, perdi a conta às vezes que o fez. Mas de resto, espero que vá ganhando ritmo.

Precisamos urgentemente de um defesa direito, meu querido André Almeida, perdoa-me mas é mais fácil passar por ti do que escorregar numa casca de banana. Sei que fazes o que podes, e que não podemos esperar que apagues das nossas memórias o Semedo, mas por favor ganha ritmo rápido e não os deixes passar. Agarrar a titularidade para ti parece que te assusta mais do que as aranhas a mim, e acredita que a minha fobia é enorme. Vê lá se com o Braga isso passa!

Uma vénia, uma salva de palmas, uma estátua, um cântico e uma festa de homenagem ao Raúl por favor. O suplente mais desejado, sei que está difícil assumir a titularidade mas Rui Vitória, dá uma oportunidade ao rapaz deixa-o jogar de início com Seferovic. Se não resultar podes culpar-me no fim mas quem entre e passado minuto e meio marca com aquela graciosidade merece uma chance, não faças como o Fernando Santos e sentes o “Éder da Supertaça”. Obrigada e desculpa a sugestão!

PS: querido Samaris tenta não exaltar tanto o meu coração na próxima vez que passares por mim, é que nem me dirigir a ti podia.



You Might Also Like

0 comentários