Do nada

07:51:00



Sabem qual é o amor que vale apena? Aquele que não te apercebes sequer que chegou. Que se instalou. Que surgiu. Que se formou. Que é destemido. Que não tem vergonha na cara. Que altera tudo. O tempo. A vida. Que troca os meus planos todos. Logo eu dona do planeamento. Aquele amor que nos tira o chão mas é o dono dele. Que desarruma a casa. O carro. A cama. A alma. Que tira o fôlego. Eu não o queria ver sequer. Senti-lo. Para mim era um sentimento que eu repudiava. Até que tu chegaste e vi que valia a pena. Vieste e melhoraste tudo. Mostras-te que amor era muito mais do que a ideia que eu tinha. Chegaste. Mudaste tudo e nem quiseste saber. Transformas-te tudo num rebuliço. Transformaste-me de uma forma inexplicável. Tornaste-me numa pessoa inconformista sempre à procura do melhor. Mostras-te que o merecia. Afinal valeste apena. Afinal amar-te compensa. Há momentos que magoa mas transforma. Só não sei se eu valho. Foste o meu momento involuntário. Até gosto de o sentir. Mesmo que não seja a melhor coisa do mundo. Não te pedi permissão para gostar de ti. Mas gostei. E pronto. Foi de pouco a pouco e quando vi estava já entrelaçada num sentimento que até hoje dura. Não te vou dizer que é eterno, pois eu não sei. Mas agora sei que és tu. E isso espero que chegue. Eu quis um amor que viesse do nada e mudasse tudo! E vieste tu! Obrigada!

You Might Also Like

0 comentários