saudades

13:40:00

Foto de Madalena Maia.


foste, és e serás sempre um pai para mim. a minha figura masculina e com quem mais falo à noite, com quem eu mais desabafo e quem melhor me conhece. é contigo que eu tenho as melhores gargalhadas, e as mais sérias conversas, é a ti que recorro quando preciso de conselhos, é a ti que eu tento deixar orgulhoso, és tu que me guias quando eu não sei que caminho seguir, és tu o meu esconderijo desde criança. sempre foste o meu guarda que nunca deixou ninguém me fazer mal. eu compreendia-te, eu ouvia-te, eu entendia-te, eu era a única capaz de cuidar de ti da mesma forma que tu cuidavas de mim. era no teu colo que eu me sentava a ler-te histórias ou a contar-te o meu dia. eu nunca mais tive ninguém assim. era a ti, e ainda é, que eu recorro quando me sinto só. é verdade que já te culpei de muitas coisas que me aconteceram, já fui egoísta e injusta, a verdade é que nenhum anjo consegue proteger de tudo por mais que tente. mas eu sei que tu és diferente, que és tu aquela brisa madrugadora que me passa pela cara para me dares os bons dias, que és tu o arrepio que me dá todas as noites para me dares as boas noites. sei também, que continuas a ser o meu esconderijo. passaram anos e eu todos os dias te digo "bom dia felicidade" e todas as noites afirmo "boa noite coragem". sim, felicidade e coragem, porque és tu ambas, pelo menos para mim. desculpa-me se não sou a menina que andava na aranha a fugir de ti, desculpa se não sou mais o sorriso sincero todos os dias, desculpa se me esqueço por momentos que te tenho, desculpa-me se choro por saudades tuas, consegues-me perdoar avô? tenho saudades tuas e não são poucas amor. 

You Might Also Like

0 comentários