12:01:00

AMOR || Gosto, mas não assim



a diferença está no tempo. no tempo que se gasta. no tempo que se demora. no tempo que se espera. a diferença está no tempo. no tempo que se fala. no tempo que se perde. no tempo que se aproveita. a diferença está no tempo. o tempo é a resposta para preces, para curas e até para sentimentos. o tempo é a resposta. talvez digam ser um cliché a frase "o tempo cura tudo" mas a verdade é que, metaforicamente, é ele o responsável por tudo. a verdade é que cura. por mais cru que o tempo nos pareça ele é o nosso maior amigo e o nosso pior inimigo. sei o quanto confuso possa parecer. a verdade é que deposito no tempo a esperança de tirar toda a surrealidade que me preenche a cabeça. que me preenche os espaços que já estão arrumado e pior que isso. que me preenche os espaços que tenho para que algo cresça. ou então seja o surreal o que está destinado a lá estar sempre. que não consiga viver nada realista. porque, para ser sincera, não te sei dizer qual a altura que tu chegaste. se chegaste na altura certa. se chegaste atrasado. se chegaste cedo demais. apenas posso garantir que chegaste. que és diferente. e não me venham já com histórias de amor. não me venham obrigar a viver um amor que não é. não minto que não gostava. mas não dessa forma. eu gosto. gosto mas não assim. gosto da hiperatividade que percorre as nossas conversas. da atratividade de cheiros. da criatividade das opiniões. por enquanto é só isso. um apego enorme que sei que se afasta-se, acabaria por passar. por o saber, é possível afirmar que não gosto da maneira como as pessoas me empurram para gostar. eu tento não sentir saudades. mas até agora ainda não consegui. sabes porque me permito apenas gostar-te assim? porque prefiro a certeza de ti na minha vida assim do que as asas de morcego apenas refletidas no céu. sabes porque me permito apenas gostar-te assim? porque mais vale ter-te assim do que não te ter de todo. e ver o tempo levar-te com ele era imperdoável. gostar-te assim deixa-me margem para te manter e isso. isso é a felicidade certa da minha capa negra.

You Might Also Like

0 comentários