06:44:00

AMOR || Facilidade


para quem rotula as mulheres de fáceis ou difíceis deixem-me discordar inteiramente disso. não existe a mulher fácil ou a mulher difícil. existe sim a mulher que tem interesse desde o inicio e a mulher que vai ganhando interesse com o tempo. a facilidade não passa de um rótulo decadente da humanidade. a formulação de ideias sobre alguém é algo bastante precoce à primeira conversa. todos temos a primeira ideia. a primeira impressão de alguém. quer seja por uma atitude. quer seja por um olhar. quer seja por algo sem sentido. mas todos temos. e o desejo, o interesse de um mulher formula-se por essas ideias pré concebidas. por isso não me venham com etiquetas de mulheres fáceis ou difíceis. não venham com comparações de interesses. nem todos sentimos da mesma maneira. nem todos vemos da mesma forma. 


e se uma mulher se quiser entregar no primeiro encontro. e se uma mulher saltar para um abraço enorme logo na primeira vez que vir um homem. e se for a mulher a dar o primeiro passo. isso faz dela uma mulher fácil? não. errado. isso faz dela uma mulher com interesse. isso faz dela uma mulher que quer desde o inicio. sempre quis. e se uma mulher falar por falar e cada vez que o tempo passa as conversas tornam-se mais especiais. e se uma mulher redimir-se com um beijo na fase e passado meses saltar para os braços de alguém. e se a mulher fizer com que o homem lute e não facilite. isso faz dela uma mulher difícil? não. errado. isso faz dela uma mulher que vai ganhando interesse. se nos regermos pelo estereotipo de mulher fácil e difícil então eu sou ambas. então eu já fui ambas. então eu já fui a mulher mais fácil e já fui a mulher difícil. já alternei entre elas. a fácil e a difícil. se tive homens que me despertassem a atenção desde o inicio, também tive homens pelos quais o interesse veio com o tempo. se enquanto "mulher fácil" o interesse inicial parecia incontrolável, digo-vos que com o tempo perdi-o na maioria das vezes. falo de amizades. falo de paixões arrebatadoras momentâneas. falo desde atividades a pessoas. já enquanto "mulher difícil" parecia só deixar andar, o interesse não era suficientemente grande para me prender a mensagens, logo eu que odeio mensagens. o interesse não era suficientemente grande para procurar assunto, manter conversa, sorrir com idiotices. se por um lado o interesse era escasso e era somente mais uma pessoa que me apareceu na vida, por outro está conquistando passo a passo e desmoronando muralhas de personalidades que considerava sólidas. odeio quando me conquistam o coração. pior ainda. odeio quando me conquistam a alma. parte preciosa do que sou fica à mercê de quem não me interessou no inicio. o alerta está laranja. está ficando perigoso o apego e o hábito de ter sempre o homem do meu lado. engraçado como a presença não fazia diferença. os beijos na cara não faziam confusão. e os olhos cruzarem-se apenas era constrangedor como uma situação normal do dia a dia. e agora. agora há um frio pequenino. como se começasse a ter interesse. e deus me perdoe mas arranje-me outro caminho pois este não um pelo qual eu queira andar. 

You Might Also Like

0 comentários