obrigada

19:17:00

obrigada por me teres feito sofrer tanto. obrigada pelas noites vazias, pelas horas incontáveis que perdi a chorar. estou seriamente grata pelas oportunidades a que me agarrei por não te teres permitido ser uma. magoas-te-me. desiludis-te-me. e sinceramente creio que o mais dececionante nisto tudo é ter-te colocado primeiro que eu. doeu. foram mais os momentos que me senti sem nada do que aqueles que me senti com tudo. obrigada pelas mensagens que nunca mandaste. pelos telefonemas que nunca atendeste. obrigada por todas as vezes que fingiste que nada se tinha passado.
feriu tanto. foram mais os momentos que partilhaste com terceiros e quartos do que aqueles que realmente tiveste comigo. obrigada pela ridicularização. obrigada por todas as vezes que me negaste e me mantiveste calada. com sorrisos cheios de choros. foram inúmeras as vezes que sai com a esperança de não me lembrar de ti. porque magoava. porque me estragava o momento. porque não me permitia progredir. obrigada pelas vezes que me prendeste com o teu simples espera ou talvez. foi preciso uma coragem enorme e uma força tremenda para aguentar de pé. pensava que não conseguia. é impossível de contabilizar as vezes que me culpei de não ser suficiente, de puder fazer mais. frustava-me o simples facto da desigualdade de sentimentos. nunca concordei contigo quando em conversas paralelas afirmavas que o amor não cresce de amizades, ou é logo ou não é. isso é conversa de quem nunca amou na vida. obrigada por te dares a conhecer sem dar conta. eu quis avisar-te que um dia fartava-me. mas creio que nunca darias conta. nem o vais dar agora. esperei por ti quando na verdade sei que nunca acabarás por chegar. obrigada. obrigada porque agora sei que sou mais do que alguma vez pensei que era. obrigada pelo desprezo de detalhes e por incompreensões. tentei explicar de todas as formas o quanto valorizava os detalhes mais profundos da tua parte. mas tu partias sempre e eu era uma menina. obrigada. obrigada porque me fizeste crescer. parto ainda a sentir tudo mas com a certeza que aprendi a lição.

You Might Also Like

0 comentários