bagagens

14:18:00

tenho saudades, confesso. mas é tarde demais. tarde para se procurar. tarde para tentar. tarde para esquecer impossíveis. tarde. simplesmente tarde. porque acabou o tempo de correr atrás. o tempo de se importar. chegou o tempo do indisponível. chegou o tempo do desapego. pensava que não te conseguia deixar ir assim. não desta maneira. mas creio que fui quem te abriu a porta e te ofereceu o bilhete de saída sem volta. mas talvez nem tivesse sido isso. quando penso nisso, tudo se torna confuso. talvez seja só desta forma que saiba que não mudou totalmente. que ainda tenho um caminho a percorrer até onde quero estar. ainda não tenho certezas. pelo menos do lugar exato. talvez precise de uma jornada.  tenho saudades, confesso. ou talvez só esteja a confundir saudade com carência. talvez só ache que o aperto no peito tem motivo certo. talvez me esteja a convencer que não é só fome o barulho no meu estômago. talvez não esteja com fome de ti mas sim com fome de alguém. talvez tenha saudades do passado e não propriamente de ti. talvez seja por ter sido igual ao amor impossível que criei na minha cabeça do draco e da hermione. talvez seja só bagagem emocional. talvez seja essa a grande vilã da minha vida.



You Might Also Like

0 comentários